Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O CARTEIRO DA SAUDADE

A memória dos tempos passados é feita de objectos que a perpetuam. Aqui, cada peça conta uma história. E existe a possibilidade de ambas passarem a fazer parte da sua vida. Não falamos de antiguidades, falamos de peças com história. Desfrutem!

O CARTEIRO DA SAUDADE

A memória dos tempos passados é feita de objectos que a perpetuam. Aqui, cada peça conta uma história. E existe a possibilidade de ambas passarem a fazer parte da sua vida. Não falamos de antiguidades, falamos de peças com história. Desfrutem!

A Jarra Arte Nova

30.06.15 | DonaHistoria

DSCF2245.JPG 

Esta jarra Arte Nova, produzida no inicio do século XX, pertenceu a uma familia monarquica, havendo decorado um imponente salão de baile de um palacete lisboeta. Foi adquirida em Paris por um comerciante português que havia feito fortuna no negócio das rendas e tecidos finos. Deslocando-se várias vezes à capital francesa no sentido de adquirir artigos para a sua loja, deparou-se com esta bela jarra num fino armazém daquela cidade.

DSCF2253.JPG

DSCF2249.JPG

 

A jarra, fundida em antimónio, como se usava na altura, assinada por um artista, estava na montra e logo despertou a atenção do empresário português. As duas faces faziam-lhe lembrar a sua jovem mulher, ora feliz, por vezes triste. E assim, adquiriu esta belíssima obra de arte, para presentear a sua esposa, no dia do seu aniversário. E a jarra centenária foi passando de geração em geração, até à actualidade. O amor que alimentava feneceu há muito, como a fortuna que permitiu a sua aquisição. Os descendentes do empresário abraçaram a crise e desfizeram-se de grande parte das peças da familia...

 

 

As Caixas Francesas

09.06.15 | DonaHistoria

DSCF2409.JPG

 

 

Estas duas caixas de porcelana pertenciam ao espólio de uma senhora francesa, residente em Portugal, esposa de um médico oftalmologista. Radicada em Lisboa, na Avenida de Roma, a senhora possuía uma casa com um magnífico recheio. De entre variadas peças vindas de França, note-se estas duas caixas com motivos Fragonard. 

 

DSCF2411.JPG

 

 

Uma delas é belíssima e rara, grande, com três pés, apresentando na tampa um casal romântico. A outra, mais pequena e apagada, também exibe na sua tampa uma cena romântica entre um casal, exibindo quatro pés. Estas caixas estavam no toucador do quarto da senhora, cujos serviçais tratavam por "madame".