Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CARTEIRO DA SAUDADE

A memória dos tempos passados é feita de objectos que a perpetuam. Aqui, cada peça conta uma história. E existe a possibilidade de ambas passarem a fazer parte da sua vida. Não falamos de antiguidades, falamos de peças com história. Desfrutem!

O CARTEIRO DA SAUDADE

A memória dos tempos passados é feita de objectos que a perpetuam. Aqui, cada peça conta uma história. E existe a possibilidade de ambas passarem a fazer parte da sua vida. Não falamos de antiguidades, falamos de peças com história. Desfrutem!

Saudades de Beber Água pelo Cocho...

cocho1.jpg

 

 

No Alentejo e na Beira Baixa, nos tempos dos nossos antepassados, não havia fonte ou poço que não tivesse, nas imediações, um cocho ou um cocharro, para ajudar a matar a sede. Quem bem sabia a água, bebida naquela malga de cortiça, fresquinha de verão, límpida e cristalina! Havia sempre uma alma nobre, muitas vezes os pastores que, com uma pequena navalhinha, pegavam num pedaço de cortiça e moldavam estes belos instrumentos.

 

cocho3.jpg

 

Este velho cocho, ou cocharro como se diz nalguns locais do Alentejo, foi esculpido num pedaço de cortiça, por um jovem pastor de há mais de sessenta anos, com uma faca afiada, enquanto esperava, fechado num palheiro, que uma chuvada de primavera passa-se e o livrasse da molha. Este cocho ainda persiste, ao contrário daquele artesão e pastor que o esculpiu há mais de meio século.

 

Quer continuar a fazer a história desta peça? http://olx.pt/anuncio/cocho-ou-cocharro-colher-malga-em-cortia-IDyqO3x.html